arrow_drop_down
O Censo e o Senso no Deserto

O Censo e o Senso no Deserto

O CENSO E O SENSO NO DESERTO

Uma das primeiras coisas que Deus ordenou que se fizesse ao sair o povo de Israel do Egito foi o censo. E a forma como ele foi feito mostra que este foi mais que uma mera contagem. Não era o Senhor que necessitava saber o número dos filhos de Israel, porque Deus pela Sua onisciência já sabia, mas era o próprio povo que precisava ter consciência de seu número. Porém este censo foi muito além de uma contagem numérica, porque cada homem de Israel ficou diante de toda a congregação e gritou o seu nome, o nome de sua família e de sua tribo. O censo foi feito para dar um novo senso de valor a cada um deles. O censo serviu para uma mudança de visão que cada indivíduo tinha de si mesmo. Foi um censo para proporcionar um novo senso na vida e de sua própria vida, mudando a mentalidade de escravos para a de homens livres. É como se cada um deles gritasse: "Eu não sou um escravo! Sou livre! Eu não sou um mero número! Sou alguém! Sou Filho de alguém! Faço parte de uma tribo! Faço parte de algo maior! Eu tenho valor!". Isto porque se o Egito nos deforma, o deserto nos transforma, porque Deus no deserto nos reforma. O Senhor nos restaura e nos prepara para sermos mais que libertos, para que venhamos a ser conquistadores de uma terra prometida.

Pr. Aluizio de Moraes Filho